Forwards
Forwards: 8 jogadores responsáveis pela posse de bola e disputam posições fixas.
Pilares (1 e 3): São jogadores mais robustos do time. Possuem grande porte físico e resistência.
Hooker (2): Conhecido como “talonador”, o hooker possui características físicas semelhantes às dos pilares, que também compõem a linha de frente. Ele é o responsável por reter a posse de bola e arremessá-la ao line-out lateral.
Segundas-linhas (4 e 5): São os jogadores mais altos do time. A posse de bola depende deles, nos line-outs e saídas. Quanto mais alto for o jogador, melhor.
Terceiras-linhas (6 e 7): Possuem força física e muita velocidade entre os forwards, mantendo-se sempre no ponto de explosão para defender ou ganhar uma bola solta.
Oitavo (8): Sua velocidade é essencial. Não só deve empurrar no scrum, mas também deve estar pronto para cobrir o campo todo.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
    Backs
Backs: 7 jogadores responsáveis pelo jogo mais aberto. Ocupam bastante espaço e valem-se de velocidade nas corridas e passes longos para vencer a linha de defesa adversária.
Half- scrum (9): É o jogador que faz a ligação entre a linha e os forward, com máxima precisão e velocidade em campo.
Abertura (Fly-falf): Todas as bolas da linha passam por ele e é o jogador mais marcado pelo time adversário. É o comandante da equipe
Primeiro Centro e Segundo Centro (12 e 13): Constituem a parte lateral da linha de backs. A velocidade desses jogadores é um item importante para criar boas condições de ataque e defesa.
Ponta Esquerdo e Ponta Direito (11 e 14): É geralmente o jogador quem marca o try. Os pontas entram em campo para dar uma dose de velocidade necessária para abrir espaços na defesa.
Fullback (15): É um jogador frio que possui reflexos rápidos. O tamanho não é primordial em um fullback, assim como os pontas. Sua habilidade e sua mobilidade são fundamentais no jogo.
 
 
 
 
 
 
 

DEFESA

O TACKLE


O tackle é a ação pela qual o jogador portando a bola é derrubado pelo oponente. Nesta ação o contato tem que ser feito sem que haja riscos à integridade física dos jogadores. Quando efetuado devidamente o tackle não oferece perigo algum. Após o tackle o jogador não pode passar, nem segurar a bola, deixando-a para que outro jogador.



HANDOFF


O termo é usado para o ato de manter o braço esticado com a mão aberta, empurrando o adversário para que ele não consiga o tackle, inclusive podendo ser aplicado no rosto e cabeça.

O LINEOUT


Situação em que a bola sai pela linha lateral, sendo reposta normalmente por meio de um lineout. Jogadores de cada equipe (os forwards) formam duas fileiras perpendiculares à linha lateral, com espaçamento de um metro. A bola deve ser lançada justamente a meia distância entre as duas fileiras, ocorrendo a disputa entre as equipes.

FORMAÇÕES

O Rugby tem 3 tipos básicos de formações: o scrum, o ruck e o maul.

O SCRUM


Ocorre na disputa pela bola em casos de penalidades ou faltas. É normalmente formado por 3 linhas de jogadores, sendo 3 na primeira, 4 na segunda e 1 na terceira, totalizando 8 jogadores. A bola é jogada no meio do "túnel" do scrum e pelo half scrum do time lesado pela penalidade, pela esquerda de seu time. Neste momento uma das equipes tenta empurrar o outro até a bola sair.



O MAUL


Acontece quando um jogador entra em contato com o opositor e é segurado, sem largar a bola e sem cair no chão. Nestes casos outros jogadores entram em contato de ambos lados, uns para proteger a posse da bola, outros para tentar obter a bola. Quando um jogador no maul cai no chão, cria-se uma nova formação, chamada de ruck.



O RUCK


Jogada feita para disputar a bola que está parada no chão (possivelmente deixada pelo jogador que foi tackleado), sem que o jogo precise parar. Neste caso, a bola tem de sair sem ser tocada pelas mãos, como no scrum, com o auxílio dos pés dos jogadores. Após a bola ter passado pelo último jogador na formação, ela é retirada (limpa) por outro jogador, que a coloca no jogo novamente.